About

Foto de Andre Magarão

I'm a 34 years old Brazilian graphic designer. 

Back in 2008, I started my career as a trainee at SESC (a nonprofit Brazilian private institution) and since then, I worked in some agencies. 

In 2010, I started at Folha de S.Paulo (one of the country's main media conglomerates) for World Cup and I ended up working there for five years. In the newsroom, I worked in some editorials until I had an opportunity to start writing for F5 (Folha's entertainment site) where I stayed until 2015. 

Since then work as a freelancer.

If you want to know more about me, here are some links: 
LinkedIn | About.mePressFolio

If you want to talk about music, photography, fashion or even some work, write me here: oi@mageca.co

 

Sou uma campineira de 34 anos que puxa um erre e um esse de carioca.

Se "biscoito" eu aprendi a falar por conta da família carioca do meu pai, a minha veia artística é culpa da família da minha mãe. Desde pequena eu convivi com lindos objetos feitos pelo meu bisavô, na serra tico-tico, e com os quadros de minha avó. Mesmo com meu jeito moleca e meio impaciente (meus pais juram que sempre fui assim) eu me apaixonei pelas artes manuais e além de viver agarrada com o material de educação artística da escola, aos 11 anos eu já carrega uma caixa com agulha e linha pra cima e pra baixo fazendo meus bordados. Nessa época eu até vendi uns trabalhos para amigos de amigos de parentes.

Mais tarde, na hora de escolher um curso no vestibular eu fiquei em dúvida entre Arquitetura, um sonho de infância, e Desenho Industrial. Depois de muito batalhar pra superar o ensino deficiente que recebi na escola pública, consegui ingressar em 2004, em Desenho Industrial na Unesp de Bauru.

Foram cinco anos que não só me ensinaram várias as artes e técnicas, mas também pude entender o maior exercício que um designer tem que praticar: a empatia. 

Também foi na faculdade que comecei minha experiência na área (porque meu currículo profissional começa aos 14 anos e passa por muitas, muitas áreas) e a estagiar no SESC de Bauru. Lá, eu pude vivenciar o que chamo de "design ao vivo" e entender rapidamente o que funcionava em uma peça de comunicação. Ou não.

De volta a Campinas, trabalhei como diretora de arte júnior em uma agência de publicidade voltada para o público A que infelizmente não existe mais. A próxima parada foi como webdesigner porque nesse tempo não existia as definições UX e UI designer e a gente fazia um pouco de tudo.

Em 2010 me arrisquei a ir para São Paulo e após alguns percalços eu descolei um freela na Folha de S.Paulo durante a Copa de 2010. A desenvoltura com esportes (obrigada pai por não negociar o que podíamos ver na TV e sempre deixar nos canais esportivos) transformou o freela em uma passagem por  3 meses na saudosa editoria de Esportes do jornal. Após esse período, mudei minhas coisinhas para o mesão da fotografia e quase um ano depois, em uma reestruturação da editoria, fui convidada a coordenar a equipe da fotografia on-line do jornal. 

Nessa minha busca de sempre expandir meus horizontes e picada pelo bichinho do jornalismo, me arrisquei, em 2012, em uma vaga de redatora do F5 (site de entretenimento do jornal) e fiquei até 2015.

Desde então voltei as minhas origens e tenho trabalhado como designer freelancer.

Se quiser conversar sobre música, fotografia, moda ou mesmo algum trabalho, me escreve aqui: oi@mageca.co